A vida menina

E é a vida menina
egoísta, possessiva, invejosa
que me prende no ciclo da constância
e não me permite crescer 
ou ver
o que o mundo tem mais para mostrar.

A vida menina,
uma vez inocente,
me fere as entranhas 
e por isso, como criança,
me ponho a chorar.

Agora é sua vez de escrever!

Voltar ao topo