Olhai os lírios e o que dizem a você

Vejo um campo de lírios que dança conforme o vento.
Vejo o sol que os aquece e nutre e
as nuvens e o céu
pincelado colorido e
uma estrada feita para meu caminhar.

Sou indivíduo de medos,
a rotina, um deles -
viver infinitos e iguais momentos me desespera,
mas quando penso em trilhar o campo para sempre
meu coração se entrega
a uma incrível sensação de alegria.

Por mais que o eterno me cause gastura,
a morte uma hora chega.
Mesmo que a paz seja paz,
uma hora chega a cansar,
mas algo me chama para os lírios
e, curiosamente, decido aceitar.

Caminho por todo campo,
com o sol queimando minha pele.
A mata com cheiro de mata
e o céu azul como é.

Tão bonito,
pacífico,
mas passageiro.
Onde faz muito sol,
muita chuva aparece
e por isso meu corpo aceita ir:
nada é eterno, mesmo o que for doído,
mesmo o que for bonito,
nada é eterno.

Agora é sua vez de escrever!

Voltar ao topo